domingo, 23 de novembro de 2014

RAWA,Associação as Mulheres Revolucionárias do Afeganistão*

16 comentários:

  1. Que horror!! Ainda bem que não nasci para aqueles lados, já tinha sido apredrejada....

    ResponderEliminar
  2. Barbárie humana... a espécie humana tem a capacidade de piorar-se a cada ano!!!

    ResponderEliminar
  3. Inadmissível em pleno séc.XXI...
    Hipócritas...

    ResponderEliminar
  4. Esta crueldade deixa-me sempre nauseada! Não dá para entender como os machos se acham tão superiores às MULHERES!

    ResponderEliminar
  5. Não há praga maior neste planeta que a estupidez humana... enfim...

    ResponderEliminar
  6. É deprimente a realidade de muitas mulheres por este mundo fora, muitas vezes não temos bem noção disso, mas sempre que leio notícias e livros onde contam as tradições e costumes que têm fico enjoada em pensar que ainda existem muitas mulheres por este mundo fora que sofrem com tradições sem sentido.

    ResponderEliminar
  7. Do fanatismo à barbárie não há mais do que um passo:(

    ResponderEliminar
  8. Cuidado com as revoluções, não vão sair assim uma coisa tipo 25 de Abril.

    Num registo sério: não é humano o que se faz por aqueles lados. E não só.

    ResponderEliminar
  9. Lembro-me desta imagem e do que simboliza. Como escreveu a primeira comentadora em cima, uma realidade cruel.

    ResponderEliminar
  10. Todas as religiões reprimem a Mulher, ainda que as gradações possam ser diferentes.
    Este documento reflecte o grau zero dessa realidade aberrante.

    ResponderEliminar
  11. Este mundo não é livre. Este mundo, na realidade, é bem pequenino, bem microscópico. A raça humana, vista de fora, por um extraterrestre, deve ser uma espécie repugnante.

    ResponderEliminar

Estás Tilt?