domingo, 28 de dezembro de 2014

Receita de ano novo...Carlos Drummond de Andrade*

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

31 comentários:

  1. Lindo, maravilhoso e simplesmente verdadeiro. Dentro de nós nasce todos os dias um dia novo, todos os anos um ano novo, prontinhos a serem vividos da melhor forma, nós só temos que aproveitar cada um deles e deles fazeremos o melhor dia e/ou o melhor ano!
    Muito obrigada Til pelo poema du Bocage que deixastes na caixa dos comentários, adorei!
    Jinhooosss

    ResponderEliminar
  2. Feliz Ano Novo Til, de preferência sem os erros cometidos no ano velho!:)

    ResponderEliminar
  3. É... entrar no novo com a mentalidade do velho vai dar caldo!

    ResponderEliminar
  4. Um feliz Ano Novo (bem vivido e bem sentido)! Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. Abraço de Ano Novo com votos de muita felicidade.
    Feliz Ano Novo.
    AG

    ResponderEliminar
  6. Abraço de Ano Novo com votos de muita felicidade.
    Feliz Ano Novo.
    AG

    ResponderEliminar
  7. Mais um partilha maravilhosa, Til :)))
    Que o ano de 2005 te seja generoso, porque o tarefa mais árdua está nas nossas mãos.
    Beijinho com amizade e carinho.

    ResponderEliminar
  8. É uma belíssima receita.

    Feliz 2015, Til!

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
  9. Feliz 2015, Til. Que seja tudo mais simples e melhor!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. E assim, teremos um bom ano novo :)

    ResponderEliminar
  11. Vou anotar e seguir a receita. Feliz 2015! :)

    ResponderEliminar
  12. Era tão bom se as pessoas interiorizassem esta mensagem! Feliz Ano 2015.

    ResponderEliminar
  13. Gosto muito dos poemas deste senhor ;)

    ResponderEliminar
  14. É dentro de nós que o ano espera desde sempre.
    Bom ano, beijo.

    ResponderEliminar
  15. Oh pá...isto assim não vale...vou levar para o meu cantinho...mas só um bocadinho da receita! E vou citar o nome do "livro de receitas" ;-)

    Beijos e bom ano!

    ResponderEliminar
  16. Se não mudarmos, o ano não muda... ;)

    ResponderEliminar
  17. " Rosa Mulher... "
    Uma rosa não sabe que é uma rosa,
    vive a vida feliz que Deus lhe deu,
    imagem de beleza silenciosa,
    que na ponta de uma haste floresceu...

    A beleza de ser tão graciosa,
    de ser flor desde o instante em que nasceu,
    como você – menina moça – rosa
    que é rosa, e disto não se apercebeu...

    Rosa em botão – adolescente ainda
    com um toque de mistério no semblante
    e um doce olhar de uma ternura infinda...

    Rosa mulher... E ao encontrá-la, e ao vê-la,
    só um desejo me ocorre, obstante:
    que a mereça colher... quem a for colhê-la.

    Poema de JG de Araujo Jorge in " Tempo Será " 1a ed. 1986 , disponível em: http://www.jgaraujo.com.br/tempo/rosa_mulher.htm

    ResponderEliminar
  18. Desejo que tenhas um bom 2015.
    Deixo-te um beijinho enorme e a promessa de voltar novamente com muita mais calma ;)

    ResponderEliminar
  19. Olá, Til

    Muito obrigada por este lindíssimo poema de Drummond de Andrade. E ele tem muita razão: Para quê fazer lista de intenções para guardar na gaveta? Estejamos antes com a mente aberta e o espírito disponível para pequenos ou grandes voos.

    Desejo-te um Ano de 2015 muito feliz.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
  20. Um excelente 2015 Til! Continua a brindar nos com o teu sorriso e a tua simpatia :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  21. Gostaria de te desejar um feliz 2015, cheio de coisas boas e com tudo o que desejas :)
    Beijocas*

    ResponderEliminar
  22. Uma lição a seguir, esta do CDA.

    Bom Ano.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  23. Mesmo ligeiramente atrasados, aqui ficam os meus votos de bom ano.

    ResponderEliminar
  24. Boa tarde, nada acontece simplesmente por acontecer, motivo que não vale a pena fazer listas e mais listas, tudo acontece no momento certo e muitas vezes inesperadamente.
    Bom Ano,
    AG

    ResponderEliminar
  25. Que 2015 seja diferente para muito melhor.
    FELIZ ANO NOVO Til!

    ResponderEliminar

Estás Tilt?