sábado, 2 de maio de 2015

Sade...

"...e que nada nem ninguém é mais importante do que nós próprios. E não devemos negar-nos nenhum prazer, nenhuma experiência, nenhuma satisfação, desculpando-nos com a moral, a religião ou os costumes"...

44 comentários:

  1. ah, pois!...

    pessoas importantes é outra loiça...

    até o Divino Marquês faz vénia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso de ser importante é tão relativo...;)

      Eliminar
  2. O Marquês de Sade tinha uma lata!

    Agradeço visita e comentário.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois tinha.naquele tempo era invulgar,agora nem por isso*

      Eliminar
  3. Os contos proibidos do Marquês de Sade. Gostei bastante do filme, contudo não é um filme fácil de se assistir, até para um gajo despudorado como eu. Há ali mais palavrões que num Benfica/Sporting, casa cheia, dois penaltis descarados não marcados para cada lado.

    Beijoca, Til!
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não vi o filme:(Mas gostava!!!
      SLB sempre*

      Eliminar
  4. Quase concordo... (há tanta coisa importante para além de nós)

    Beijos, Til. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Eu,a nossa importância é tão relativa;)

      Eliminar
  5. Sade fez essa citação e muito bem...
    E disse ainda mais:
    "A Luxúria é o elemento sujo que outorga prazer ao acto de luxúria e, quanto mais sujo, mais prazenteiro se torna."

    Bom fim de semana, Til!:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Legionário fique o senhor a saber que esta citação,em forma de post,foi,por mim,roubada a ti no seguimento de um comentário teu no blog da Imprópria!
      Gostei e publiquei*
      Obrigada!

      Eliminar
    2. Bem me parecia familiar, Til!:))

      Eliminar
  6. r: Também gostava por um lado kkkk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois,nem sempre fazemos o que devemos,não é?

      Eliminar
  7. Uma verdade que devemos assimilar. Eu, sempre!

    ResponderEliminar
  8. Too late.
    Althougt I see the relevance of this words, i cannot agree with the selfishness. It's against my nature. Yet I realise it has a lot of truth in it.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alfacinha de Portugal a comentar em inglês...Muito apropriado;)

      Eliminar
  9. Será?
    Talvez só em parte, porque por um lado, no adiar ou no menos pode estar o mais e por outro lado, pode ser muito mais, dar a um outro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem,que comentário tão mais além;)
      Claro que há adiamentos que potenciam*

      Eliminar
  10. pronto, passei para dar um olá e agradecer a passagem lá na minha rua.

    Aparece, pois tem dias que consigo servir umas limonadas.

    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Pois, mas por vezes esquecemo-nos de nós próprios para defender os outros,esquecendo a moral e os bons costumes.
    Kis:>)

    ResponderEliminar
  12. Esse gajo é que a sabia toda :P Se nos dá prazer e não é crime uma pessoa tem mais é que aproveitar enquanto anda neste mundo. :*

    ResponderEliminar
  13. Porta dos Fundos:

    A gente nasce, a gente morre...e no meio a gente se permite!

    Lol

    ResponderEliminar
  14. Partindo-se do principio que a pessoa tem consciência do bem e dom mal.De repente lembrei-me, e se um psicopata pensar assim... lol

    (pronto, esquece)

    ResponderEliminar
  15. Concordo com a AvoGi! Mas é verdade, devíamos ser a pessoa mais importante para nós

    r: Sim, há gavetas que fechamos por algum motivo e é assim que devem permanecer. O importante é termos sempre algo que nos mova, caso contrário acabaremos por desperdiçar momentos.

    Volta sempre que quiseres*

    ResponderEliminar
  16. Til tu és grande! É assim mesmo, mas não te estou a ver...
    Sei que o teu prazer de leitura é imenso, mas Sade a uma hora destas?!?!
    Mudam-se os tempos mudam-se as vontades
    Muda-se o ser muda-se a confiança
    ...
    este mundo é composto de mudança!

    Beijinho encaracolado daqui deste lado;)***

    ResponderEliminar
  17. Concordo. Desde que essa nossa liberdade de fazer o que nos der na real gana não desrespeite outrem.

    ResponderEliminar
  18. Sade sabe das coisas. Sabia e continua sabendo.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  19. Atualíssimo esse "tal" de Sade... ele era psicólogo ou psiquiatra????
    Eu concordo em gênero, número e grau....
    E vamos por em prática????

    ResponderEliminar
  20. Sei que estás viva.... vejo em outros blogues vossos incessantes comentários... aqui ali.. em todo lugar vejo a Palhacita com seus comentários, belos, elegantes, maliciosamente interessantes.... Sei sim que estás viva... e bem viva....!!!!!
    Tomo um sustinho quando pessoa importantes aparecem por lá...
    Se me chamares de Sr. Queixinhas.. vou ai e te torço o pescoço!!!

    ResponderEliminar

Estás Tilt?